RELACIONADOS



categorias

19 de outubro de 2015

Segure-se em mim, baby


Você pode ler ouvindo Blue ft. Blue Ivy


Você quer pegar as suas roupas e pôr numas bolsas de mão, em mochilas, quer pegar sacolas plásticas e jogar seus livros, CDs, cadernos, fotos, integridade, toda a dor que tem sentido, sua saboneteira, seu tênis desgastado predileto, o salto que você nunca mais usou. Você quer colocar suas particularidades dentro de coisas que deveriam estar indo embora, pra longe de toda essa pressão, todos os julgamentos, indicadores, todas as lágrimas e picos de raiva. Deveriam, mas não estão.

O que fazer, então?
Um exemplo de abraço puro e verdadeiro é quando você abraça algo intocável, invisível, e declara que todos os seus pedaços voltaram ao lugar.

Você tem que se segurar forte num abraço, em um amigo que te ama muito, no sorriso de uma criança na rua, no amor que alguém lhe proporciona, nas palavras de alguém importante, em deus, em alguma música, em algo que acredita de todo coração. Você se segura forte, muitas vezes sua vida depende disso.

Se agarra em algo que te faz bem, que controla seus batimentos cardíacos, que equaliza as emoções que afloram continuamente dentro de você, equaliza e transborda. Põe pra fora, amor.

Não precisa ficar se pressionando para ser perfeito, não precisa ficar segurando-se, você tem que colidir com o que te espera. Você precisa disso. Esvaziar-se pra encher-se de novo, de si mesmo, de coisas novas, que revigoram, reavivam.

Você não sabe o que pode perder, não sabe o que pode ganhar, mas quer tentar.
Quer lutar contra os demônios que insistem em tentar acabar com sua preciosidade, quer controlar-se e esquecer aquelas pessoas que sempre te fizeram mal, você quer se livrar das pessoas que só fazem tirar, que se baseiam no tal do gas-lighting, em fazer os outros se sentir mal, para se sentir bem, porque você sabe que não fomos feitos pra viver nas margens de nada, de ninguém, todos fomos feitos para transcender o pódio que a sociedade nos impõe.

Fomos feitos para questionar o como e porquê de as coisas acontecer, para expressar o que há de mais bonito dentro de cada um de nós...
Por isso, ou por coisas assim, você fica, você luta, você renasce.