RELACIONADOS



categorias

22 de maio de 2016

O amor não é banal, multiplique-o

By Tumblr.

As histórias de amor que nós conhecemos (A Bela e a Fera, A Bela Adormecida, Cinderela, Rapunzel... E todas as outras histórias contadas por pessoas que vivem a base de amor) um dia, infelizmente, serão lendas porque o amor está sendo banalizado. Não importa o que digam, nem o que façam, o amor existe sim, independentemente de todo e qualquer sofrimento que haja no mundo.
Pense comigo, um casal de mendigos que se ama, tem tudo. Mas um casal de ricos que não se ama não tem nada. O amor é tudo, embora as pessoas não consigam, não queiram aceitar isso, ou sejam descrentes do amor. Uma coisa que eu digo sempre é que não importa quantas vezes você teve o coração machucado, nem quantas vezes te magoaram, o amor um dia chega até você e te deixa incrédulo.
Se o mundo está do jeito que está hoje é mais por falta de amor do que por todos os problemas que existem; e se esses problemas existem é por falta de amor. Se os corruptos roubam dinheiro dos inocentes é porque são egoístas demais para pensar no outro. Se o negro sofre racismo é porque o homem não tem amor o suficiente para entender que as pessoas são diferentes, e merecem ser amadas por isso. Eu sou singular num mundo de 7 bilhões de pessoas singulares. Acontece o mesmo com todo e qualquer tipo de preconceito.
A natureza está sendo destruída cruelmente porque o homem não sabe dar o devido valor a ela. Tudo isso e todo o resto é por falta de amor. O mundo não vai aguentar muito se continuar assim, o amor está por um triz de ser esquecido. E isso não pode acontecer. Se a maior das coisas do mundo é o amor, ele haveria de ser esquecido? Por que haveria de ser diluído? Não pode, não está certo. O amor é tudo. T-u-d-o.
Se as pessoas amassem mais, o mundo seria melhor. Ninguém precisaria se preocupar em ter que passar noites debaixo da ponte, porque teria uma cama quente e aconchegante. Ninguém se preocuparia com o dinheiro que está pouco, e o governo está roubando mais. Ninguém perderia tempo julgando fulano e sicrano por cor de pele, opção sexual, opção religiosa. As diferenças existem sim, somos singulares (assim mesmo, no plural).  Ninguém é igual a ninguém, é importante respeitar o outro.
As mulheres não se preocupariam em medir as palavras, nem aumentar um metro na barra da saia porque os homens seriam homens de verdade, e saberiam cortejar uma mulher. Ninguém precisaria fazer protestos, causar discussões, e brigas, levando a morte de inocentes que gritam por liberdade de expressão.
Ninguém choraria a dor de não ter o que comer, porque num mundo onde todos são diferentes os direitos seriam iguais. E acredito que quando as pessoas lerem sobre tudo que escrevi, elas se sentirão comovidas e feitas para multiplicar isso. O amor não é banal, você quer multiplicá-lo?