RELACIONADOS



categorias

12 de junho de 2016

O que fazer quando você é Julieta e ele não é Romeu?

Via Tumblr.


Cara, você não consegue assumir porque falar sobre sentimentos é ficar frágil, vulnerável, e você precisa parar de querer ser forte o tempo todo. Não é feio abrir o coração, nem te faz menos homem. Dizer “eu senti tua falta” ou “quero te ver” é a prova de que há pessoas que valem o risco.

Mas, cara, por que você é tão orgulhoso? Ao menos uma vez na tua vida, tira essa pinta de macho, desconstrói essa droga de armadura e assume que sente minha falta. Se as palavras não conseguirem sair, você pode ler a letra da música Quer saber do Henrique Cerqueira, corre lá e vai ouvir o quanto essa música fala sobre nós dois, ou então você pode, apenas, me abraçar. Eu vou adorar, cê sabe.

Eu dei todo meu coração e fui obrigada a recolhê-lo seco, vazio, com uns pedacinhos a menos, como quando você presenteia uma pessoa e ela nem tem a decência de perguntar se você se importaria em não receber nada em troca. Não que eu esteja cobrando, mas é tão triste você dar tudo de si em prol de outrem e não receber nada em troca.

Eu fiz tudo que estava ao meu alcance. Liguei quando tive vontade, mandei mensagem pra saber do teu dia, passei na tua casa pra te ver e sentir teu perfume, li livros chatos só porque me lembravam você e seria uma desculpa pra jogar conversa fora.

Eu me arrastava porque o amor vale a pena, a pomba, a ninhada inteira, então por que você não veio fazer ninho no meu ombro?

É por tudo isso que quando você é Julieta e ele não é Romeu que você precisa mandar tomar no cu. Embora você queira segurar na mão dele e ir junto, você precisa cuidar do amor que sente por si mesma.