RELACIONADOS



categorias

31 de janeiro de 2019

Projeto Save Yourself (combate a depressão e suicídio)



Olá, como vocês estão? Tudo bem? Eu espero que sim.

Como todas as quintas trago dicas para vocês, (Quinta-dicas) hoje vou falar sobre o projeto EmeraldsRelief e garanto que vocês vão adorar, porque além de ser um projeto do amor para ajudar pessoas que estão precisando de ajuda, mas ficam caladas, e não pedem, é uma forma de abrir nossos olhos para depressão e suicídio.

O mês de setembro ficou marcado como o mês de prevenção ao suicídio, é muito bom termos um mês para debatermos com mais afinco sobre determinado assunto, ainda mais esse que é tão delicado, mas é importante lembrar que as pessoas não precisam de ajuda somente um dia do ano, ou um mês do ano, mas sim sempre.

É fato que precisamos valorizar o que temos aqui e agora e não quando perdemos, então aqui estou eu, fazendo a minha parte, já que pessoas já chegaram até mim, contando como meus livros ajudaram-nas a sair da depressão, e eu nunca tinha pensado que um dia eu seria responsável por essa válvula de escape para as pessoas.

O projeto Emeralds Relief chegou até mim de forma simples, cotidiana, vendo os status do whtatsapp de uma amiga, achei interessante e mandei email assim que vi, para poder descobrir do que realmente se tratava e se era algo que valia a pena trazer para vocês, e como já estamos aqui, a resposta é sim. O projeto super vale a pena.

O projeto foi idealizado pela Kawanna Alano (@kawannaalano) e pela Rosy Costa, inspiradas pela banda BTS (ou Bangtan Boys), que sempre influenciou os seus fãs em se envolver em projetos sociais, visando isso a organização visa realizar diversas intervenções envolvendo seres humanos, natureza e animais.

Em conversa com a Kawane, ela me falou sobre o projeto inicial, o Projeto Save Yourself:

"Como a nossa conta ainda é pequena, resolvemos iniciar com o Projeto Save Yourself, que busca ser uma válvula de escape para quem precisa de alguma forma desabafar ou precisa de ajuda. Neste projeto as únicas que responderão os e-mails será eu e a Rosy, sempre conversando uma com a outra e buscando a melhor forma de auxiliar. Podendo resultar em alguns caminhos: manter uma conversa com a pessoa e tentar auxiliá-la em tudo que nos for viável ou buscar encaminhá-la a um especialista que realmente consiga fazer um bom trabalho; pois nem sempre quando desejamos fazer o bem realmente fazemos - dito isso sempre buscando ver o máximo que podemos fazer pelo próximo. Em relação a organização, o funcionamento é simples, os representantes de cada cidade/região participarão em um grupo no WhatsApp comigo e a Rosy, onde nos passarão as informações, resultados, fotos e tudo mais; e esses mesmos representantes terão um grupo com os voluntários das suas cidades."



Compartilhe com seus amigos, vamos fazer barulho pra quem estar calado começar a falar!
Qualquer pequena atitude pode mudar tudo, se todas as borboletas batessem as asas juntas, ao mesmo tempo, poderíamos ver o efeito borboleta acontecer...

E o que o amor pode fazer?

Abrace essa ideia, porque eu já abracei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário