RELACIONADOS



categorias

4 de maio de 2019

Receita de mim: nua e crua

via tumblr/essa foto é sua? ♥


Eu quero que você saiba, sem que eu precise falar. Quero que você me leia sem eu ter escrito, quero que me escute, sem eu ter composto nenhuma nota, quero que me entenda sem eu ter dado a receita de mim. Porque você sabe, eu sou frágil demais pra segurar a dor de todos os erros que já cometemos, sem transbordar inteira. 

Eu não quero falar, porque o peito arde e sufoca. Não quero falar porque eu sou assim, desse jeito, muito... Tudo. E eu não vou conseguir falar sem quebrar a torneira dos meus olhos mais uma vez. Por isso, eu te escrevo.

Escrevo porque penso no tempo que perdemos, no que poderíamos ter sido, feito, e melhorado. Penso sobre as rosas que você não me deu, sobre os sorrisos que não damos, penso também sobre as birras e orgulho, sobre o pouco que fizemos de nós.

E eu espero que você entenda que eu sou muito para aceitar o que fizemos, e sou mais ainda para permitir que continuemos assim, então, senta aqui, me escuta, toma, essa é a receita de mim. Vê se tu entende, você gosta do meu sabor?

Talvez um pouco doce demais quando regada com carinho, ou amarga demais quando desrespeitada, mas no ponto quando feita de agoras sem dores. Intensa sempre, de um jeito ou de outro, sempre muito. E os fatores externos já são cruéis demais para que eu possa aceitar você me machucando enquanto estiver dentro de mim.

Então, me cuida que eu te cuido, se cura que eu me curo, e a gente fica bem junto.
Olha na mesma direção que eu, me mostra que já somos mais do que éramos há meses atrás, e se você puder ver o que vejo, eu te conto, te escrevo, eu me mostro, porque eu sou sua, doce, amarga, nua e crua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário