17 de agosto de 2020

Carta para você que está se sentindo sozinho


Oi, como vão as coisas por aí? Tudo bem?

Posso te convidar a ficar o mais confortável possível? Sente-se ou se deite, beba um café quentinho, um chá, uma cerveja ou um vinho, beba o que preferir. E me escuta um momento.

Eu gostaria de poder te abraçar, te ouvir, saber como você se sente, dar colo ou meu ombro amigo, mas já que precisamos evitar contato físico, quero que você abrace a si mesmo e me imagine te abraçando e dando um beijo na sua testa, entre as sobrancelhas.

Seus olhos são lindos, sabia? Alguém te disse isso hoje? Com esse olhar você pode iluminar todo o mundo a sua volta, você sabia disso?

Por favor, saiba.

Saiba também que você é merecedor e digno de todo carinho e amor que existam no mundo, independente de qualquer erro que tenha cometido.

Saiba, principalmente, que mesmo nos seus dias mais tristes, você não está sozinho. Nunca. Como também não está agora.

Deita aqui, quer que eu te faça um cafuné?

Eu sei que, às vezes, fica difícil enxergar ou sentir qualquer coisa que não seja a dor sufocante de se sentir só, mas, por favor, olhe a sua volta, eu tenho certeza que você tem pequenas coisas pelas quais é grato, como a preciosidade do ar que preenche os seus pulmões.

Inspira,

Expira...

Inspira,

Expira...

Você quer assistir alguma coisa ou ouvir alguma música? E se nós dançassemos toda a noite como se fosse pela última vez?

"Última vez", hmmm...

Você notou como as pessoas parecem não ter aprendido nada? Mesmo depois de tudo o que estamos vivendo e enfrentando, continua sendo sobre os próprios interesses, ego e vontades, sem sequer olhar para o outro. Sem olhar para você.

Eu olho, viu? Olho mesmo, e por isso estou aqui para te dizer: mantenha-se firme, continue agarrado ao que você acredita do fundo do seu coração. Não precisa ser forte o tempo todo, você só não pode desistir.

Cuide de você, do seu corpo, coração, mente e espírito. Seja para você mesmo a sua melhor versão e, acima de tudo, ame como se fosse a última vez.

Se olhe, se cuide, seja a sua própria companhia, cante, dance, chore, beba, se ame. Ame. Viva!!!

Em breve, estaremos grudadinhos. Por agora, fique com as minhas palavras: eu espero que elas tenham te abraçado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário